ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sexta-feira, março 23, 2018

Homem assassina mãe e duas filhas pequenas e come o coração delas



De acordo com informações divulgadas pelos sites The Sun e Mail Online, um crime bárbaro aconteceu recentemente na Rússia, quando um homem de 35 anos de idade assassinou uma mulher e comeu porte do coração dela após cozinhá-lo.

O incidente ocorreu na cidade siberiana de Krasnoyarsk, envolvendo, de um lado, o agressor Alexey Yastrebov, e do outro, a vítima Ekaterina Nikiforova (27), que era mãe duas meninas com três e sete anos, respectivamente.

Ainda não se sabe o que motivou o ataque, mas o fato é que a morte de Ekaterina teve como cenário o apartamento alugado onde Yastrebov vivia. Durante a violenta investida, o homem usou uma faca de cozinha para cortar a garganta da mulher em torno do assim chamado "pomo de Adão" (as mulheres também possuem esta estrutura no pescoço, que nada mais é do que uma cartilagem existente entre a tireoide e a laringe, mas que na maioria das vezes não se mostra proeminente como acontece no sexo masculino).

Usando a mesma lâmina, o agressor abriu o peito de Ekaterina, e então removeu o seu pulmão esquerdo – assim como o coração, o qual foi colocado em uma panela para ser cozido.

O próprio criminoso pediu que a polícia fosse chamada

Após cometer o assassinato, Alexey Yastrebov telefonou para a proprietária do imóvel onde o incidente ocorreu, Zhanna Avdeeva (31), e solicitou que ela acionasse as autoridades. No decorrer da ligação, homem afirmou que era necessário chamar "a polícia e a ambulância", pois ele estava "deitado no sangue" e havia um cadáver no local.

Assim que os paramédicos chegaram, o criminoso avisou-os sobre a existência de "um coração cozinhando no fogão", e enquanto era interrogado pelos investigadores, o alegado canibal confessou: "Eu disse a ela [Ekaterina Nikiforova] que iria comer o coração dela.


Então eu comi".

Segundo a polícia, Yastrebov tentou tirar a própria vida alguns momentos antes de ligar para Avdeeva, ao cravar uma tesoura no pescoço. Entretanto, ele não conseguiu concretizar o suicídio, e acabou por adotar as ações descritas acima.

O irmão da dona do apartamento, Evgeny Avdeev, revelou à imprensa local que era amigo íntimo do agressor, e destacou que jamais poderia imaginar que o seu colega seria capaz de fazer algo tão perverso.

Yastrebov foi levado para a unidade de cuidados intensivos de um hospital cujo nome não foi revelado, e o recinto onde ele se encontra está sob vigilância policial. Além disso, as autoridades iniciaram uma investigação para apurar se houve uso de algum tipo de entorpecente antes ou durante o ataque que culminou com a morte da mãe solteira.

Um comentário: